sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Só Tu

Paulo Setúbal foi um escritor brasileiro nascido no primeiro dia de 1893 e falecido a 4 de Maio de 1937. Formado em Direito e com carreira política, a sua obra literária abarca romances históricos, contos, crónicas e poesia. Só Tu, um dos seus poemas, parece muito simples na forma, mas encerra grande beleza e profundidade.
A primeira vez que ouvi declamar este poema, não tive oportunidade de perceber o seu título ou quem era o autor. Claro que demorei anos a encontrá-lo. Uma agulha no palheiro. Mas, finalmente, a busca foi coroada de sucesso.

Dos lábios que me beijaram,
Dos braços que me abraçaram
Já não me lembro, nem sei …
São tantas as que me amaram!
São tantas as que eu amei!

Mas tu – que rude contraste!
Tu, que jamais me beijaste,
Tu que jamais abracei,
Só tu, nest’alma, ficaste,
De todas que eu amei.

Sem comentários:

Enviar um comentário