sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

i carry your heart with me

i carry your heart with me (i carry it in
my heart) i am never without it (anywhere
i go you go, my dear; and whatever is done                          
by only me is your doing, my darling)

i fear
no fate (for you are my fate, my sweet) i want
no world (for beautiful you are my world, my true)
and it's you are whatever a moon has always meant
and whatever a sun will always sing is you

here is the deepest secret nobody knows
(here is the root of the root and the bud of the bud
and the sky of the sky of a tree called life; which grows
higher than the soul can hope or mind can hide)
and this is the wonder that's keeping the stars apart

i carry your heart (i carry it in my heart)

trago o teu coração comigo (trago-o no
meu coração) nunca estou sem ele (onde quer que
vá, meu querido e o que quer que faça
é feito por ti)

não temo
o destino (pois tu és o meu destino) não quero
o mundo (pois tu és o meu mundo, a minha verdade)
e tu és o significado da lua
e o que o sol sempre cantará

aqui está o mais profundo segredo
(aqui está a raiz da raiz e o botão do botão
e o céu do céu de uma árvore chamada vida, que cresce
mais alto do que a alma pode esperar ou a mente pode esconder
e esta é a maravilha que mantém as estrelas separadas

trago o teu coração comigo (trago-o no meu coração)

O poema é de e.e.cummings, poeta norte-americano. Acho-o muito bonito e por isso decidi partilhá-lo. A  (tentativa) de tradução é minha.

1 comentário:

  1. Eu adoro este poema. O ouvi - sim ouvi - pela primeira vez no filme Em seu lugar e amei. Procurei na internet e o encontrei. É lindo. Boa lembrança.

    Passando por aqui para avisar que deixei um selinho pra você no meu blog. Se quiser conferir.

    Bjs.

    ResponderEliminar