terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A poem a day keeps the doctor away



If love is trouble

A pergunta nem se coloca, embora
A intensidade do diálogo
Supere provisoriamente o abismo.

Parece que a canção se veio a tornar
Demasiado real, acedendo
Em cada veia aquele sombrio remate

“Cause if love is trouble
That’s what I’m looking for”

                    In Marilyn Moore, Manuel de Freitas, ed. Assírio & Alvim, pág. 13

Sem comentários:

Enviar um comentário