quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A poem a day keeps the doctor away: Obsessão, Sebastião Gama





Quero a Noite completa, desumana.
A Noite anterior. A noite virgem
de mim. A Noite pura. Quero a Noite,
aonde é impossível encontrar-te.

Que não há rio nem rua nem montanha
nem floresta nem prado nem jardim
nem pensamento algum nem livro algum
em que não me apareças, sorridente.


                                                     Pelo sonho é que vamos, pág. 69. 

Sem comentários:

Enviar um comentário