domingo, 25 de outubro de 2015

Dicionário Filosófico, Voltaire (I)

 


   Sobre o orgulho, diz Voltaire: 

 (...) Embora esse sentimento não seja, de modo nenhum, apropriado a um animal tão enfezado como o homem, poder-se-ia no entanto perdoá-lo a um Cícero, a um Cipião. Mas que, nos confins de uma das nossas províncias semi-bárbaras, um homem que comprou um cargo insignificante ou que mandou imprimir uns versos medíocres, se lembre de ser orgulhoso, isso é matéria para nos fazer rir durante longo tempo."


     Como compensação dos trabalhos da semana e preparação para o que aí vem, comprei esta edição do Dicionário Filosófico. E já estou a recolher ensinamentos da sua leitura. 

Sem comentários:

Enviar um comentário