quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Desobedecer às indústrias culturais, Regina Guimarães





Um pequeno livro que dá muito que pensar. A autora centra a sua análise sobretudo na vida cultural do Porto. Mas aquilo que escreve pode e deve ser matéria de reflexão muito para além da dessa localização geográfica. Os critérios que presidem às escolhas culturais, seja no teatro, na literatura ou no cinema e a (falta) de divulgação e apoio a projectos alternativos (o que significa isso, podemos perguntar) são o tema central desta reflexão. Bem como o real significado do que possam ser "indústrias culturais". Encontrei este livro por mero acaso (curiosamente numa loja integrada numa grande cadeia de livrarias) e gostei bastante de o ler.  Não tem de se concordar com tudo o que lá está escrito, mas vale a pena pensar sobre os critérios que orientam as políticas culturais e as escolhas de produção e distribuição daqueles que se integram nas tais "indústrias culturais". E deverá a cultura ser uma indústria? 

Sem comentários:

Enviar um comentário