domingo, 8 de outubro de 2017

Nina Sankovitch, O Meu Ano Mágico



Confesso que o título do livro me suscitou dúvidas. Ler um livro por dia … que tipo de livro e com que proveito? Apesar disso, comprei este livro de Nina Sankovitch, norte-americana filha de imigrantes, formada em Direito (é o que se diz na capa). Continuo a ter dúvidas sobre uma leitura tão veloz, mas tenho também de aceitar que cada leitor é um caso. O que para mim não serviria, no caso da autora deste livro parece ter sido uma forma de recuperar o sentido ou pelo menos o gosto pela vida, depois da perda de um familiar próximo. Questionou-me sobre como conciliar uma leitura tão exigente com uma vida familiar ocupada, que a autora tem, sendo casada e com filhos, já para não falar das demais solicitações exteriores. Mas, aparentemente, ela conseguiu. De resto, o seu relato inclui aspectos que todos os leitores reconhecem: a luta para conseguir tempo para a leitura, as dúvidas que os livros lançam na nossa vida, o consolo que por vezes nos trazem e a forma como, não raro, nos obrigam a agir. Outra coisa de que gostei neste livro foi a imensa liberdade da autora nas suas escolhas. Um aspecto essencial para qualquer leitor é a libertação, não apenas dos críticos literários, mas também das escolhas do grande público. A autora centra-se no primeiro aspecto, relatando a troca de opiniões que teve em tempos num jornal norte-americano com um crítico literário. Mas o segundo não é despiciendo. Com a aglomeração das grandes casas editoriais e o papel preponderante das grandes cadeias de livrarias em detrimento das pequenas lojas independentes, corre-se o risco de ficar limitado à literatura de massas, com cada vez menos espaço para os projectos autónomos. Não apenas pelos custos de produção, mas também pelas dificuldades de distribuição. Tudo coisas para irmos pensando, outro efeito dos livros.

PS: Talvez se estejam a interrogar sobre as fotografias que venho publicando. Elas resultam de um projecto criativo (sem pretensões) que estou a ler a cabo no Instagram sob o título (surpresa!!!) osdiaseoslivros. Se quiserem e puderem, passem por lá. 

2 comentários:

  1. Olá Carla,
    Li este livro faz tempo e também me suscitou curiosidade. O meu sonho: ler um livro por dia. Neste momento não é possível. Talvez um dia.
    Boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Bom, isso era óptimo! Neste momento para mim também não é possível. Quem sabe um dia, na reforma ...

    Boas leituras

    ResponderEliminar