quarta-feira, 19 de junho de 2019

The cook, Maylis de Kerangal



Maylis de Kerangal é um dos novos nomes da literatura francesa. Na versão original este romance chama-se “Um chemin de tables”, qualquer coisa, como um caminho entre mesas. E, na verdade, é absolutamente exacto. Trata-se de um romance de formação de um jovem cozinheiro, Mauro. As suas escolhas, os sacrifícios e os prazeres da carreira a que se dedica são descritos com imenso realismo. Mas também a exploração, a violência e a solidão. O aspecto mais marcante do livro é precisamente a oscilação entre as descrições sensoriais das experiências gastronómicas (porque a comida há muito deixou de ser apenas o acto de comer) e a solidão e cansaço de Mauro nos poucos momentos em que não está na cozinha. Um livro pequeno em tamanho, mas grande naquilo que nos pode trazer em matéria de reflexão sobre o que se esconde para lá do aparentemente inócuo prazer de comer (podem ver aqui a minha perspectiva sobre o assunto).

Sem comentários:

Enviar um comentário